Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Aluno do curso de Xadrez do CEAD/UFPI desenvolve projeto em Barras/PI
Início do conteúdo da página

CEAD/UFPI apresenta atividades do programa de Formação de Professores no MEC

  • Publicado: Quinta, 20 de Julho de 2023, 13h54
  • Última atualização em Quinta, 20 de Julho de 2023, 13h54

PRIL 1

Diretora do Centro evidenciou os trabalhos desenvolvidos do PRIL e representou a UFPI na rede Nordeste

Na última quarta-feira (19), o Ministério da Educação (MEC) promoveu o primeiro Ciclo Formativo do Programa Institucional de Fomento e Indução da Inovação da Formação Inicial e Continuada de Professores e Diretores Escolares (PRIL). Ao todo, 12 instituições de educação superior apresentaram relatórios de iniciativas inovadoras e boas práticas para aprimorar a licenciatura. 

Dentre as Instituições, o Centro de Educação Aberta e a Distância da UFPI (CEAD/UFPI) esteve representado pela diretora Prof.ª Lívia Nery, que celebrou a avaliação positiva do programa PRIL no âmbito do Nordeste. Ainda de acordo com a diretora, o encontro foi muito importante por trazer nova direção no âmbito do MEC.

“Este foi o primeiro evento PRIL no qual todas as redes tiveram o momento de apresentar os trabalhos desenvolvidos no âmbito de cada uma. Um momento muito importante, pois também foi a primeira reunião com a nova secretária da Secretaria de Educação Básica (SEB), Prof.ª Kátia Schweickardt, e com os novos diretores e coordenadores da formação de professores no Ministério. E a UFPI fez a sua apresentação junto às demais instituições da rede Nordeste 1, UESPI e UNICAP.  Feliz também em razão de atingirmos uma avaliação extremamente positiva. Aguardamos um segundo momento, quando receberemos as visitas dessa nova equipe na Universidade Federal do Piauí”, detalhou Nery.

PRIL 2

O diretor de Formação Docente e Valorização dos Profissionais da Educação, da SEB, do Ministério da Educação, Prof. Lourival José Martins Filho, parabenizou os trabalhos desenvolvidos pelo PRIL no âmbito da UFPI e elencou os trabalhos que tiveram destaques neste programa.

“Gostei do diagnóstico de evasão do PRIL, achei um diferencial para acompanhamento, além da questão da flexibilização de horário das aulas e a organização da oferta de disciplinas. Eu acho que a UFPI deve continuar investindo e produzindo conhecimento sobre a dimensão da formação inicial para construção de uma prática anti racista, como também a realização de intercâmbio culturais e gostei bastante também em relação à questão da competência técnica, política, teórica e afetiva”, externou o diretor.

Por fim, o encontro ratificou sinalizações positivas para a continuidade do programa com foco em áreas prioritárias, como alfabetização, a formação integral e as tecnologias nos processos educativos.

registrado em:
Fim do conteúdo da página