Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Curso de Turismo realiza palestra sobre estrutura no Litoral Piauiense
Início do conteúdo da página

 I Encontro Nacional sobre e dos Povos Ciganos do Piauí acontece em novembro

  • Publicado: Sábado, 04 de Novembro de 2023, 11h39
  • Última atualização em Segunda, 06 de Novembro de 2023, 11h42

CAPA DO YOUTUBE SEMINÁRIO NACIONAL DOS POVOS CIGANOS

Programa de Pós-Graduação em História do Brasil da UFPI realizará o Encontro no auditório do CCE/UFPI

O Programa de Pós-Graduação em História do Brasil, da Universidade Federal do Piauí (PPGHB-UFPI), realiza, nos dias 07 e 08 de novembro, às 08h e 14h, o "I Encontro Nacional sobre e dos Povos Ciganos do Piauí", que traz como tema "Povos Ciganos no Brasil políticas públicas para a promoção da cidadania".

No Encontro, a comunidade acadêmica e a sociedade em geral terão a oportunidade de participar de debates voltados para a identidade étnica dos povos ciganos, no contexto do Brasil atual, além de mudanças e experiências históricas que esse público passou ao longo do tempo. O evento será realizado de forma híbrida, no Auditório Maria Salomé, do Centro de Ciências da Educação (CCE), no Campus Ministro Petrônio Portella, em Teresina. Os interessados podem realizar as inscrições online através do link 

Um dos coordenadores do Encontro, o mestrando em História do Brasil pela UFPI, Lenilson Portela, informa que o evento abrange diversas áreas do conhecimento, como História, Sociologia e Ciências Políticas. Ele também explica a importância de promover esse tipo de discussão para garantir a valorização de povos marginalizados e, ainda, quebrar estigmas por meio da conscientização da população.

"No Piauí, nós não encontramos, infelizmente, uma organização à nível político, mas à nível também de movimentos sociais ou no formato de um movimento social que dê conta da existência, mas também das histórias e das demandas históricas dos povos ciganos que aqui residem. E, tendo em vista que os povos ciganos do Piauí vivem um apagamento social, cultural, institucional e político, a realização desse primeiro evento se revela de fato como uma experiência muito profícua, em um primeiro momento para reunir e congregar esses grupos que encontram-se dispersos pelo território do estado, fazendo com que eles possam ter um contato e possam perceber, numa dinâmica mais macro, que eles não estão sozinhos", enfatiza.

Além disso, o coordenador também ressalta que o encontro é uma forma de abrir portas para o diálogo entre diferentes setores da sociedade, como, por exemplo, agentes responsáveis pela criação de políticas públicas para a comunidade tradicional, mas que até o momento não tem conhecimento sobre a vivência dos povos ciganos.

O evento, de caráter científico, reunirá pesquisadores, lideranças dos povos ciganos, debatedores e coordenadores de simpósios temáticos do Brasil e do exterior, além de conferencistas, agentes políticos e públicos. Conforme explica Lenilson Portela, durante os dois dias, o Encontro trará diversas atividades, como minicursos, conferências, mostras de artes plásticas e lançamento de livros.

"Nós teremos atividades culturais, como dança, teremos também a abertura de uma exposição fotográfica sobre os povos ciganos do Piauí, e também uma conferência sobre a situação dos povos ciganos no estado, onde um panorama geral desses grupos será apresentado, como condições de saúde, econômicas, e culturais. Na parte da tarde, nós voltaremos a programação para escuta das demandas dos povos. Então, será uma tarde de diálogo entre os povos ciganos do Piauí e os agentes representantes do estado e das secretarias. No dia 08/11, a programação será com três simpósios temáticos, de forma remota, que serão coordenados por professores de diversas partes do Brasil, como da PUC de Minas Gerais e da Universidade Federal Fluminense, em Niterói, no estado do Rio de Janeiro. À tarde, a programação se divide entre o lançamento do primeiro livro da área de história no Brasil, além de palestras ", finaliza.

Até este sábado (04), as inscrições para o evento estavam abertas. Os interessados deveriam pagar uma taxa no valor de R$15,00. Após o Encontro, será possível emitir certificado de participação no mesmo site onde as inscrições foram submetidas. Quando o documento estiver disponível, uma notificação será enviada no site. 

registrado em:
Fim do conteúdo da página