Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > II Seminário de Comunicação Híbrida debate a educação humanizada nas Instituições de Ensino Superior
Início do conteúdo da página

Inteligência Artificial é tema central na abertura do Sinemide

  • Publicado: Sexta, 21 de Julho de 2023, 15h24
  • Última atualização em Sexta, 21 de Julho de 2023, 15h24

Apresentação sinemide 2Seminário abordou a importância do aperfeiçoamento da abordagem tecnológica de professores, coordenadores e gestores escolares

Na manhã desta sexta-feira (21), o Centro de Educação Aberta e a Distância da UFPI (CEAD/UFPI) realizou, juntamente à Associação Universidade em Rede (UniRede), o IV Seminário Nordestino de Mídias Digitais para a Educação e o Seminário Regional Unirede - Nordeste. O evento trouxe diálogos e reflexões a respeito da governança da educação à distância aliada aos protocolos de Inteligência Artificial (IA) no contexto da educação.

O reitor da Universidade Federal do Piauí, Prof. Gildásio Guedes, mencionou a importância da fomentação de debates a respeito da educação aliada à tecnologia, reforçando a dedicação de gestores nesse processo.

“A Profª. Lívia Nery tem se esforçado e dedicado para que o CEAD/UFPI seja forte e presente no estado, no nordeste e no Brasil. E a UFPI tem a obrigação de incentivar esta atividade e de estar presente em todas as ações que possam divulgar, aplicar e expandir o novo. A modalidade da educação à distância não é novidade. Mas, frequentemente aparecem novidades a serem inseridas nas atividades do ensino remoto. Por isso, eventos como este são essenciais”, comentou o reitor.

Para a diretora do CEAD/UFPI, Profª Lívia Nery, os gestores e professores não podem ficar assustados de tal modo que não haja compreensão da tecnologia e, assim, impossibilite o trabalho com essas ferramentas. Ainda de acordo com a diretora, por ser construída por pessoas, a reflexão acerca da IA precisa ser constante.

“Algumas indagações são importantes: Qual é o lugar da IA? Até que ponto eu a controlo? Como não me deixar ser controlada? Dialogamos, como mote principal, a respeito dos rumos a serem seguidos na educação à distância no âmbito da gestão, da governabilidade, bem como dos avanços oriundos da tecnologia e questões pertinentes à virada gigantesca com o uso das inteligências artificiais. Ou seja, como a educação à distância deve ocupar esse lugar, na fomentação das políticas públicas garantindo qualidade, equidade e acesso. Isso tudo proporciona uma gestão de qualidade e uso das tecnologias”, explicou Nery.

O vice-presidente da UniRede, Prof. Alexandre dos Anjos, agradeceu os trabalhos desenvolvidos pelo CEAD/UFPI e ratificou a importância da realização dos seminários regionais com objetivo de agregar experiências com as instituições em Rede.

“O CEAD, representado pela Profª Lívia Nery, tem desenvolvido uma excelente articulação e conseguido congregar os colegas de todas as instituições. E essa conjuntura de forma articulada em rede é que nos permite desenvolver todo esse trabalho de inteligência coletiva.  Esse é um momento muito especial, pois temos uma programação com temas essenciais para o contexto da transformação digital, sendo um desafio tanto para a educação à distância quanto presencial. São desafios que exigem respostas que vêm por meio desses momentos de debates, da construção e estudo desse fenômeno de transformação digital”, disse.

Apresentação sinemide 1

Segundo o diretor da Agência de Educação Digital e a Distância (AGEAD/MS), Prof. Hercules Sandim, o planejamento de gestão e atividades relacionadas à educação a distância podem ser auxiliados pelas ferramentas de IA, desde que os educadores saibam operar.

“O importante é saber perguntar para o Chat GPT. Quem não tem, por exemplo, uma noção inicial de como fazer um planejamento e quais são os passos, pode testar pra ver se funciona e dar um feedback para a ferramenta. Ela é um instrumento bastante importante para ajudar no planejamento e gestão. É muito interessante vermos o potencial que esse tipo de ferramenta pode ter”, esclareceu Sandim.

Sinemide apresentação

Em sua apresentação, o professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí (IFPI), Ricardo Budaruiche, detalhou as possibilidade de utilização da IA desde a preparação das aulas até o momento de ministração do conteúdo, adequando, também, às necessidades dos alunos e professores.

“A utilização de tecnologias como o Chat GPT pode facilitar bastante o planejamento de conteúdos de sala de aula com, por exemplo, a criação de exercícios, elaboração de provas, sinalização de pontos para trazer discussões e derrubar barreiras em relação às línguas. E isso amplia o leque de material de trabalho que se tem em sala de aula.  Eu utilizo a IA na preparação das minhas aulas e dou retorno, para que ela [ferramenta] planeje, a partir dali, considerando aqueles pontos de dificuldade que apresentei no feedback”, finalizou o professor Ricardo Budaruiche.

Também estiveram presentes na abertura do IV Seminário Nordestino de Mídias Digitais para a Educação a coordenadora adjunta do Programa Universidade Aberta do Brasil (UAB), Liana Cardoso, e o vice-diretor do CEAD/UFPI, Prof. Ildemir Ferreira.

registrado em:
Fim do conteúdo da página